sábado, 8 de abril de 2017

As aventuras de Benevides e do passarinho Piu Piu
Benevides e Piu Piu, dois amigos improváveis.
Benevides, fustigado pelo sonho de ter asas, voar para longe, algures sem Dívida, universo utópico de pás: pá para cima, pá para baixo. E paz. Arrasta a saudade de um velho escritor, com quem viveu, de quem herdou a Flober e o vazio em que habita. E o pendor pelas derivas surreais, o desconchavo, as causas perdidas, o desencontro com o mundo: esta realidade de loucos.
Piu Piu, irrequieto passarinho, entrou na vida de Benevides um dia. Pela janela. E foi ficando. Contagiado pelo companheiro, afeiçoado ao lugar, rendido ao canto. Do fado.
E mais não sei, não digo: as biografias são um engenhoso jogo de cortinas que se abrem devagar.




2 comentários:

  1. Bela história! Quando felinos e pássaros se encontram, tudo pode acontecer, até um improvável
    afeto!

    ResponderEliminar