sábado, 29 de abril de 2017

Enigma 1310
Tem bala na câmara a senhora que anda com o cabelo armado?
Augusto Baptista
Enigma 1309
E haverá um tempo em que não mais verás a árvore florir; quem sucumbirá, tu ou o jacarandá?
Augusto Baptista
Enigma 1308
Quando o céu acorda cheio de carneirinhos, o cão?
Augusto Baptista

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Enigma 1307
Mais longe é ir daqui ali ou dali acolá?
Augusto Baptista

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Enigma 1307
As asas da menina do trapézio são de borboleta, de andorinha, de colibri?
Augusto Baptista

sábado, 22 de abril de 2017

Enigma 1306
Segundo os jornais, os mamutes tinham doenças humanas; ao contrário do que é dito, não terão os humanos doenças mamúticas?
Augusto Baptista
Enigma 1305
Se os homens tivessem cauda, a cauda andaria por dentro ou por fora das calças?
Augusto Baptista
Enigma 1304
As sapatarias fazem uma atenção de 50% a quem não tenha uma perna?
Augusto Baptista
Enigma 1303
Por que é que as mulheres não resolvem mostrar as pernas até um certo ponto e, daí para baixo, não?
Augusto Baptista
Enigma 1302
Os pastorinhos: trabalho infantil?
Augusto Baptista

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Enigma 1301
Os poços de ar têm noras?
Augusto Baptista

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Enigma 1300
Deus há quantos?
Augusto Baptista

sábado, 15 de abril de 2017

Benevides e Piu Piu 6


sexta-feira, 14 de abril de 2017

Benevides e Piu Piu 5


Enigma 1299
As marquesas são aristocratas sobre quem os doentes se deitam?
Augusto Baptista

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Enigma 1298
São os ramos, agarrados no ar, que puxam as árvores para cima?
Augusto Baptista
Benevides e Piu Piu 4

terça-feira, 11 de abril de 2017

Enigma 1297
Tardes de Sol, praias vestidas de azul, de que cores se despem as banhistas?
Augusto Baptista
Enigma 1296
Quanto tempo demoram os pés a domesticar os sapatos?
Augusto Baptista
Benevides e Piu Piu 3

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Benevides e Piu Piu 2

sábado, 8 de abril de 2017

As aventuras de Benevides e do passarinho Piu Piu
Benevides e Piu Piu, dois amigos improváveis.
Benevides, fustigado pelo sonho de ter asas, voar para longe, algures sem Dívida, universo utópico de pás: pá para cima, pá para baixo. E paz. Arrasta a saudade de um velho escritor, com quem viveu, de quem herdou a Flober e o vazio em que habita. E o pendor pelas derivas surreais, o desconchavo, as causas perdidas, o desencontro com o mundo: esta realidade de loucos.
Piu Piu, irrequieto passarinho, entrou na vida de Benevides um dia. Pela janela. E foi ficando. Contagiado pelo companheiro, afeiçoado ao lugar, rendido ao canto. Do fado.
E mais não sei, não digo: as biografias são um engenhoso jogo de cortinas que se abrem devagar.




domingo, 2 de abril de 2017

Enigma 1295
Em que madrugada, em que entardecer, quando aos teus olhos a cidade se abre?
Augusto Baptista

sábado, 1 de abril de 2017

Enigma 1294
Frente-a-frente, em êxtase sobre o coldre, as mãos; qual dos dois breve abraçará o imo da terra?
Augusto Baptista
Enigma 1293
Quem se perde de si, encontra-se?
Augusto Baptista